Páginas

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Gestores das escolas municipais se encontram na SME

Na manhã de hoje (16/09/2014) aconteceu na Secretaria Municipal de Educação-SME uma reunião entre a secretária de Educação, professora Micheline Pinto de Almeida, e as gestoras das escolas da rede municipal de ensino.

Os encontros entre os gestores e profissionais das diversas áreas ligadas à Educação (merenda escolar, transporte de alunos, material didático, etc) acontecem com frequência. Já os encontros com a secretária de Educação são mais abrangentes, resolvendo as possíveis pendências resultantes dessas reuniões e enfocando temáticas de gestão escolar.

Este especificamente abordou temas já tratados em reuniões anteriores, "aparando arestas", conforme destacou Micheline, e aprofundando estudos sobre aspectos pedagógicos. Dentre esses últimos destacou-se a análise feita sobre o resultado do IDEB divulgado recentemente e sobre a adequação dos alunos às turmas que frequenta, avaliando se está sendo reduzida a distorção faixa etária/etapa do ensino.

A análise dos dados do censo escolar serviu de base para confrontar realidades e programar metas e possíveis soluções para os problemas identificados.

Temas ligados à gestão das escolas também foram aprofundados, enriquecendo o debate e priorizando a qualidade do ensino na Rede Municipal.

Veja a seguir algumas fotografias do evento feitas por Juliana Tostes.




Veja mais fotografias desse evento na página do Facebook da SME-BJ clicando aqui

Escola Moreira teve Festa da Família

A Escola Municipal Governador Moreira Franco realizou, no dia 13 de setembro, um evento intitulado "Festa da Família".

Alunos e professores se empenharam em realizar brincadeiras e apresentações diversas tendo como foco o escritor pernambucano João Cabral de Melo Neto, autor, dentre outras obras, do clássico "Morte e Vida Severina".

Veja a seguir algumas imagens da cobertura fotográfica de Juliana Tostes.




Veja mais fotografias da festa na página do Facebook da SME-BJ clicando aqui.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Rede Municipal mostra crescimento nos resultados do IDEB 2013

Foi divulgado nesta semana o IDEB 2013. O índice reúne em um só indicador dois conceitos para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. A rede municipal apresenta significativa melhoria.

Na Rede Municipal de Ensino de Bom Jardim, 6 escolas têm sido analisadas através do IDEB, tendo sido obtidos os seguintes resultados para a 4ª série / 5º ano:

Para ver esse quadro aumentado, clique sobre ele.
Obs:
*** Sem média na Prova Brasil 2013.
Os resultados marcados em verde referem-se ao Ideb que atingiu a meta.


Analisando o quadro observa-se que a meta projetada foi atingida em duas unidades de ensino em 2013 : Centro de Educação Amanda e Escola César Monteiro. Destaca-se que a Escola Moreira Franco, apesar de não ter atingido a meta projetada, apresentou significativo crescimento: de 1.6 em 2011 para 4.2 em 2013. Ressalte-se que esses dados se referem apenas a 4ª série / 5º ano.

Já para a 8ª série / 9º ano, a única escola da Rede Municipal nesta categoria é a Escola Municipal Governador Moreira Franco, que tem obtido os seguintes resultados:

Para ver esse quadro aumentado, clique sobre ele.
Diferentemente dos índices obtidos para a 4ª série / 5º ano, quando se analisa o segundo segmento do Ensino Fundamental (8a série / 9o ano), desde 2009 as metas projetadas foram atingidas e/ou superadas na única escola da Rede Municipal nessa categoria.

O que é o Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir em um só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. Ele agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do Inep a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.


O que são as metas

O Ideb é mais que um indicador estatístico. Ele nasceu como condutor de política pública pela melhoria da qualidade da educação, tanto no âmbito nacional, como nos estados, municípios e escolas. Sua composição possibilita não apenas o diagnóstico atualizado da situação educacional em todas essas esferas, mas também a projeção de metas individuais intermediárias rumo ao incremento da qualidade do ensino.

As metas são exatamente isso: o caminho traçado de evolução individual dos índices, para que o Brasil atinja o patamar educacional que têm hoje a média dos países da OCDE. Em termos numéricos, isso significa evoluir da média nacional 3,8, registrada em 2005, para um Ideb igual a 6,0, na primeira fase do ensino fundamental.Foi o Inep quem estabeleceu parâmetros técnicos de comparação entre a qualidade dos sistemas de ensino do Brasil com os de países da OCDE. Ou seja, a referência à OCDE é parâmetro técnico em busca da qualidade, e não um critério externo às políticas públicas educacionais desenvolvidas pelo MEC, no âmbito da realidade brasileira.

Metas são diferenciadas para cada rede e escola. As metas são diferenciadas para todos, e são apresentadas bienalmente de 2007 a 2021. Estados, municípios e escolas deverão melhorar seus índices e contribuir, em conjunto, para que o Brasil chegue à meta 6,0 em 2022, ano do bicentenário da Independência. Mesmo quem já tem um bom índice deve continuar a evoluir. No caso das redes e escolas com maior dificuldade, as metas prevêem um esforço mais concentrado, para que elas melhorem mais rapidamente, diminuindo assim a desigualdade entre esferas. O Ministério da Educação prevê apoio específico para reduzir essa desigualdade.

Comissão julgadora, em Bom Jardim, da Olimpíada de Língua Portuguesa

ALUNOS DO MUNICÍPIO PARTICIPAM  MAIS UMA VEZ 
DA OLÍMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA


A Prefeitura Municipal de Bom Jardim, através da Secretaria Municipal de Educação-SME, assim como em edições anteriores, aderiu ao projeto Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro.

Reunião da comissão julgadora da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa

A Comissão Julgadora Municipal reuniu-se no dia 4 de setembro para avaliar os textos a serem enviados à etapa estadual. Sob a coordenação de Ana Luzia Serrano Frossard, fizeram parte dessa comissão as professoras de Língua Portuguesa Aline de Souza Ferreira e Cristiane Hotz Mafort, além da representante da comunidade, professora Lyris Lian Machado Frerie.

A reunião aconteceu na Casa da Cultura Mário Machado Nicoliello, no centro da cidade, e avaliou textos dos alunos participantes desta primeira etapa. Participam da Olimpíada alunos das escolas da rede estadual.

Ana Luzia, Aline, Lyris e Cristiane. Foto: Juliana Tostes.
Nesta edição 2014, os textos selecionados para a fase estadual, após criteriosa análise, foram:

Categoria Poema - ENSINO FUNDAMENTAL

Título: O lugar onde vivo
Escola: E.E. Péricles Corrêa Da Rocha
Aluno(a): Mayra Gomes Roza
Professor Orientador: Robert Baptista Trindade

Categoria Artigo de Opinião - ENSINO MÉDIO
Título: As patas solitárias
Escola: E.E. Péricles Corrêa Da Rocha
Aluno(a): Manuella Mesquita
Professor Orientador: Dilvana Maria Zebendo Pinto

A Secretaria Municipal de Educação parabeniza as escolas, professores e alunos participantes pelo empenho presente em todas as etapas da Olimpíada, bem como agradece aos membros da Comissão Julgadora Municipal pelo dedicado trabalho realizado.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Culminância do Projeto do folclore na Escola José Luiz Erthal

Em 1965 foi oficializado que todo dia 22 de agosto seria destinado à comemoração do folclore brasileiro. Foi criado assim o Dia do Folclore Nacional para valorizar as histórias e personagens do folclore brasileiro (Saci-Pererê, Mula-sem-cabeça, Curupira, Boto, Boitatá, etc.).

A festa do folclore realizada na Escola Municipalizada José Luiz Erthal, na localidade do Pinduca, Distrito de Barra Alegre, foi enriquecida com a participação do Ponto de Cultura Rural, que foi convidado para contribuir com uma apresentação do bumba meu boi. "Pode dizer que aqui chegou o boi que ele veio de muito longe para brincar neste lugar" e "que mamar quer mamar boi preto bezerro quer mamar" foram os refrões entoados pela garotada.

Cartazes, bonecos, desenhos, cantigas, lendas, danças e muitas outras manifestações folclóricas foram trabalhadas ao longo do bimestre e apresentadas na sexta-feira, 22 de agosto, no evento que fechou com chave de ouro os trabalhos sobre o tema na escola.

Veja fotos da festa feitas pela professora Ângela Barria Alencar (para ver o álbum completo, no Facebook, clique aqui):







Veja a seguir outras fotos do evento, feitas por Catarina Paolino e Marjorie Botelho, do Ponto de Cultura Rural. Para ver o álbum completo no Facebook, clique aqui.




segunda-feira, 25 de agosto de 2014

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

"Matematizando", no encontro semanal do PNAIC

O vigésimo segundo encontro do Pacto Nacional pela Educação na Idade Certa - PNAIC em Bom Jardim teve como convidada a especialista em Educação Matemática, Flávia Ferreira de Almeida. A professora apresentou o seu projeto "Matematizando" e aprofundou o tema desenvolvimento do raciocínio lógico.

O encontro, realizado segunda-feira (18/08/2014), no Auditório Marino Pinto (Casa da Cultura Mário Machado Nicoliello), proporcionou aos professores contato com diversos materiais manipuláveis e sugestões de atividades fundamentais para a "alfabetização matemática".

A equipe do PNAIC agradece a contribuição da professora Flávia, que muito enriqueceu o Pacto nesse dia.